Os selos mais valiosos do mundo

Black on magenta

Ano de emissão (1856)

No século XIX na Guiana Britânica, os selos eram trazidos de Inglaterra, mas quando em 1856 o stock de selos no arquipélago se esgotou, o administrador do correios locais viu-se forçado a pedir ao editor de um jornal de Georgetown que procedesse à emissão de uma série para acudir àquela urgência.  Esta série foi constituída por selos de 1 cêntimo (para os jornais) e por selos de 4 cêntimos (para a correspondência) e, ao contrário do habitual, os selos de valor facial igual foram imprimidos em cor e papel iguais. Os selos têm uma forma octogonal e foram impressos com tinta preta sobre papel de cor magenta. Dada a reduzida qualidade da impressão dos selos, o administrador dos correios pediu aos seus funcionários, como medida de segurança, que escrevessem as suas iniciais nos selos antes de os vender. Além de ser um dos selos mais caros do mundo, o Black on Magenta de 1 cêntimo da Guiana Britânica é também um dos mais raros. Em 1970, um exemplar (julga-se que o único) foi adquirido por um coleccionador pelo valor de 240 mil dólares, e cerca de 10 anos mais tarde, o mesmo selo voltaria a ser vendido num leilão por 935 mil dólares. Entretanto, os Black on Magenta de 4 cêntimos da mesma série, têm valores que variam entre os 7 e os 60 mil dólares.

About these ads

Uma resposta to “Os selos mais valiosos do mundo”

  1. edvaldo Says:

    obrigado pela informação

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: