Condução em İstambul

Algumas regras para uma condução inconspícua em Istambul.

A) Nos semáforos, o sinal vermelho é um pretexto tão válido com outro qualquer para avançar.

B) A sinalização horizontal deve ser ignorada, ela existe para fins meramente decorativos.

C) O número total de veículos que circulam lado a lado num sentido de uma dada via é igual à soma da largura dos veículos dividida pela largura total desse sentido da via. Este número pode ser maior caso não existam barreiras físicas que impeçam a utilização da parte da via destinada à circulação no sentido contrário (ver regra B).

D) Os peões devem ser considerados utilizadores de pleno direito das faixas de rodagem, distinguindo-se apenas pelo facto de circularem em sentido perpendicular ou oblíquo ao dos restantes veículos (ver regra B). A sua maior vulnerabilidade em caso de acidente é normalmente compensada pela maior agilidade para efectuar mudanças de direcção e inversões de marcha.

E) Ficar parado no meio de um cruzamento bloqueando todo o trânsito é uma inevitabilidade do destino à qual os condutores são completamente alheios (ver regra A).

F) A prática da manobra de inversão de marcha deve feita em qualquer local, sendo especialmente aconselhada em locais com visibilidade reduzida, ruas de sentido único ou segmentos onde haja traço contínuo (ver regra B).

G) Buzinar deve ser feito em qualquer altura do dia (ou da noite), em qualquer local e de preferência sem qualquer razão aparente. Aos taxistas é aconselhado buzinar sempre que avistem um peão caminhando de forma vagamente isolada (i.e. com menos de 10 pessoas num raio de 10 metros – valores aproximados). O objectivo é lembrar o peão da necessidade de uma corrida de taxi que ele pode ter, momentaneamente, esquecido (trata-se presumivelmente de um pré-serviço prestado pelo taxista). A polícia, numa acção pedagógica, fazendo uso frequente das sirenes e dos megafones dos seus veículos – os megafones são usados para os agentes da autoridade vociferarem ferozes ralhetes aos condutores que ousem praticar desvios às regras acima lavradas).

H) Circular em marcha-atrás em qualquer das faixas de uma via, em distâncias que variam entre alguns metros e quarteirões inteiros, é permitido desde que o automobilista accione os sinais de mudança de direcção.

I) O estacionamento e tomada ou largada de passageiros devem ser feitos preferencialmente em segunda fila, imediatamente a seguir aos cruzamentos com semáforo, em rotundas e/ou locais de travessia de peões (ver regra B).

Adenda 2007.06.02:
J) A prioridade nas rotundas, ao contrário do que toda a sinalização indica, é dada a quem entra na rotunda. O objectivo parece ser causar naqueles que não conhecem esta regra momentos de grande ansiedade com elevados níveis de adrenalina.

Nota: Uma análise que durou aproximadamente duas semanas, não foram avistados quaisquer acidentes.

Uma resposta to “Condução em İstambul”

  1. Post actualizado « Alibi Says:

    […] Post actualizado Publicação de nova regra em Condução em İstambul. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: