Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Referendo?

Junho 26, 2007

À semelhança do que acontece em Portugal, e após a vitória do não no referendo de 2005, na Holanda ainda não há decisão em relação à realização de um novo referendo para a ratificação do novo tratado da UE, contudo, de acordo com esta notícia (em holandês) do diário online holandês NU.nl, a maioria dos holandeses (51%) é a favor da realização de um novo referendo (47% está contra). A notícia refere ainda que a maioria daqueles que se opõem a realização do novo referendo são eleitores da coligação do governo. Parecerá estranho se, quer na Holanda quer em França, o novo tratado não fôr sujeito a referendo, se a população se pronunciou contra a primeira versão do tratado, terá também que ser a população a dizer de sua justiça sobre a versão alterada. Aliás, para ter legitimidade, o novo tratado deveria ser referendado em todos os estados membros, caso contrário, será difícil não ter a sensação de que nos estão a impor algo que, em boa verdade, poucos saberão que implicações terá na vida de cada um de nós.


Technorati :

Anúncios

Ecos do referendo

Fevereiro 12, 2007

Notícias no site do canal público holandês de televisão sobre o referendo em Portugal (link). Os mais de 100 comentários inseridos pelos visitantes provam que na Holanda, apesar de uma lei que permite o aborto por escolha da mulher, o assunto não deixa de ser controverso.

Legislativas na Holanda (act.)

Fevereiro 7, 2007

A proposta de governo hoje apresentada satisfaz as partes envolvidas e, ao que indicam as melhores espectativas, o novo governo líderado pelo primeiro-ministro Peter-Jan Balkenende deverá ser apresentado dentro de duas semanas. Esta é a quarta vez que Balkenende assume funções como primeiro-ministro, sendo que dois dos seus anteriores mandatos foram interrompidos antes do final da legislatura.

Legislativas na Holanda

Fevereiro 6, 2007

Após mais de dois meses de negociações, parece que finalmente amanhã será anunciado o programa para o próximo governo holandês. As eleições de 22 de Novembro tiveram um resultado de tal modo equilibrado que para obter uma maioria no parlamento é necessária uma coligação com pelo menos três partidos. As primeiras negociações envolveram os três partidos mais votados – CDA, PvdA e SP – sendo que o CDA e o PvdA formam o Bloco Central, enquanto que o SP, como grande ganhador das eleições, fecharia a maioria folgada no parlamento. Contudo, as divergências entre CDA e SP eram de tal modo notórias que rapidamente se tornou evidente que seria necessário procurar outras opções, devolvendo assim o SP à bancada da oposição que, em boa verdade, é a condição para a qual o partido parece estar verdadeiramente vocacionado. Num cenário em que, além dos lugares do CDA e do PvdA, apenas são necessários mais dois assentos no parlamento para completar a maioria, foram iniciadas negociações com o ChristenUnie que culminaram com a proposta que será apresentada amanhã. Mais de meio ano após o pedido de demissão do governo, parece que a Holanda vai finalmente ter um governo em plenas funções.

Legislativas na Holanda

Novembro 22, 2006

Algumas curiosidades associadas às eleições legislativas que decorreram hoje na Holanda:

  • Às 23:30, menos de três horas depois do fecho das urnas, sete (7) dos líderes partidários que concorreram às eleições discutem numa mesa redonda na televisão pública os resultados e as possibilidades de coligação para a formação de governo.
  • Os cento e cinquenta (150) lugares do parlamento holandês vão ser ocupados por nove (9) partidos diferentes.
  • Os dois partidos mais votados (CDA de direita e o PvdA de esquerda) juntos não conseguem a maioria no parlamento.
  • O Partij van de Dieren (Partido dos Animais) conseguiu dois (2) lugares no novo parlamento.
  • Depois do fenómeno populista Pim Fortuyn em 2002, parece haver um novo fenómeno populista, Geert Wilders com o seu Partij voor de Vrijheid (Partido para a Liberdade). Os nove (9) lugares no novo parlamento ameaçam ser decisivos para a formação de uma maioria.
  • O grande vencedor da noite é o SP – Socialistische Partij (Partido Socialista – comparável ao PCP ou ao BE em Portugal) que conquistou vinte e seis (26) lugares no novo parlamento e é agora o terceiro partido mais votado na Holanda.

Sinterklaas chega à cidade

Novembro 18, 2006

Todos os anos por esta altura, o velhinho das barbas chega à Holanda num barco a vapor, vindo de Espanha, local onde passa o resto do ano. Ele vai ficar por cá até à noite de 5 para 6 de Dezembro. Nessa noite, ele e os seus ajudantes (os Zwarte Pieten – Pedros Pretos) irão, montando o cavalo branco (a quem as crianças deixam cenouras e feno dentro do sapatinho junto à chaminé), distribuir presentes a todas as crianças da Holanda. Na verdade, talvez não sejam todas, porque aquelas que de acordo com o grande livro do Sinterklaas se tiverem portado mal, em vez de doces e presentes, receberão um monte de cavacos ou um saco de sal!

A tradição do holandesa do Sinterklaas terá dado origem à tradição americana do Pai Natal (Nova Iorque começou por ser uma colónia holandesa chamada, na altura, Nova Amsterdão) que, em vez de ser festejada no dia de São Nicolau (6 de Dezembro), é festejada no dia de Natal. Simultaneamente, os seus ajudantes deixaram de ser os Pedros Pretos (inicialmente era só um que seria um escravo africano a quem o São Nicolau teria comprado a liberdade e que, como forma de agradecimento, se tornou seu assistente) e passaram a ser os duendes e em vez de um cavalo branco, tem um trenó puxado por renas. Esta alteração do meio de transporte é talvez justificada pelo facto de o velhinho americano ser substancialmente mais pesado do que o holandês. Ainda bem para o cavalo.

Tags:

Serviço Público

Setembro 11, 2006

Numa leitura acidental da versão impressa do Expresso (que fez dieta e lavou a cara), deparei-me com dois textos interessantes e, de certo modo, didáticos. O primeiro é um mini-guia para o uso de cábulas com recurso às novas técnologias e é altamente sugestivo se se considerarem os cerca de 30 anúncios a cursos, pós-graduações e acções de formação que o semanário publica só no caderno pricipal. O segundo, vem catalogado como "Investigação Expresso" e expõe algumas técnicas engenhosas para fazer passar drogas pelos controlos alfandegários. A investigação baseia-se em entrevistas a duas reclusas do estabelecimento prisional de Tires e ao responsável da Polícia Judiciária para o combate ao tráfico de droga e conclui que a droga que chega a Portugal tem como origem Marrocos (Haxixe), a Holanda (Heroína e Ecstasy), o Brasil e a Venezuela (Cocaína) e que quem normalmente sai prejudicado quando os carregamentos são interceptados são os "correios". Quanta surpresa.

Teatro de rua

Junho 26, 2006

No fim de semana de 24 e 25 de Junho teve lugar o Festival de Teatro de Rua de Hengelo. O festival,além de permitir a alguns artistas e grupos de rua mostrarem o seu trabalho, dá também um colorido diferente às ruas da cidade.Outro aspecto interessante, talvez até o principal objectivo da organização, é a dinamização do comércio no centro da cidade. Uma ideia a aproveitar.

Mais fotos aqui

Outra perspectiva sobre a previsível guerra contra o Irão

Abril 22, 2006

 Uma colecção de artigos sobre as razões que deverão levar os EUA a começar uma nova guerra, desta vez contra o Irão. Nestes artigos (tal como neste, neste e neste – uma pesquisa por "Iran Oil Bourse" encontrará mais alguns), argumenta-se que a verdadeira razão para a guerra que se avizinha e que está a ser planeada desde o início de 2005, pode não ser a ameaça nuclear, mas sim a Bolsa Iraniana do Petróleo (Iran Oil Bourse) que irá transaccionar exclusivamente em Euros.
Especula-se que terá sido o facto de o anterior regime iraquiano ter, em 2002, recusado aceitar o dólar como moeda de pagamento das exportações de petróleo do programa da ONU Oil For Food, que conduziu há invasão do Iraque por parte dos EUA.

O regime iraniano é certamente uns dos que menos simpatia nutre pelo Ocidente e essa é certamente uma boa razão para, nas instâncias apropriadas (nomeadamente junto da ONU), questioná-lo sobre as verdadeiras intenções do seu programa nuclear, contudo, usar a questão nuclear como argumento para iniciar uma nova guerra pode parecer algo excessivo, se levarmos em conta que, por um lado é um argumento semelhante ao usado na questão do Iraque (armas de destruição maciça) e que se provou ser totalmente falso e por outro lado, pode estar a servir de embuste para esconder a verdadeira agenda dos EUA. Dir-se-ia que aos poderosos todos os excessos são permitidos.
Um outro aspecto preocupante da questão, é o facto de a generalidade da comunicação social dar toda a cobertura à questão nuclear do Irão, sem procurar outros motivos para que toda a preocupação dos EUA se centre no Irão, especialmente quando existem no mundo outros países com programas nucleares fora do controlo da ONU e com líderes suficientemente insensatos para fazer uso deles para fins não-pacificos.

Túlipa

Abril 12, 2006

A túlipa é um género de planta da famílias das liliáceas com cerca de 100 espécies. Contrariamente ao que se pensa, as túlipas não são originárias da Holanda. Elas são originárias da Túrquia, tendo sido trazidas para a Europa no século XVI pelo botânico bávaro Conrad von Gesner. Existe também a teoria de que as túlipas foram introduzidas na Europa por Lopo Vaz de Sampayo, um governador português dos territórios portugueses na India, tendo este trazido os bolbos do Sri Lanka aquando do seu regresso a Portugal. Contudo, esta história é pouco credível, uma vez que as túlipas não se dão no Sri Lanka e a ilha fica fora da rota que Sampayo deveria tomar na sua viagem de regresso. Independentemente de quem as trouxe para a Europa, o grande responsável pela sua proliferação é Charles de L’Ecluse (Clusius), um professor na faculdade de medicina da universidade de Leiden, que no final do século XVI foi autor do primeiro grande trabalho sobre túlipas e era proprietário de jardins com grandes quantidades de túlipas.

Túlipa matizada

O nome da flor foi inspirado na palavra Persa tulipam que significa turbante, tendo o erro a sua provável origem no costume turco de usar flores nas dobras dos turbantes. As túlipas não crescem na natureza em climas tropicais, uma vez que elas necessitam de um Inverno frio para florirem com sucesso.
Algumas variedades de túlipas apresentam padrões com múltiplas cores. Este fenómeno tem a ver com mudanças nos pigmentos das flores da túlipa. Estas variedades matizadas (ou variegadas) obtiveram os seus vistosos padrões graças a uma infecção viral transmitida por um insecto do pessegueiro muito comum nos jardins europeus do século XVII. Porém, este vírus além de dar uma beleza extra às flores da túlipa, também acabava por lhes causar a morte. Actualmente, vírus está quase totalmente erradicado das plantações.
Durante os meses de Abril e Maio, ocorrem na Holanda e em partes da América do Norte grandiosos festivais de túlipas. A não perder!

Keukenhof, holanda

Primavera

Março 26, 2006

Primavera

Borne (Holanda), hoje.

O mercúrio no termómetro já vai perdendo a vergonha, enquanto na terra as primeiras flores começam a mostrar-se depois de vários meses de espera… o ciclo da natureza continua.

Os selos mais valiosos do mundo

Março 22, 2006

Hawaiian missionaires

Ano de emissão (1851)

Em 1851, foram emitidos os primeiros selos do Hawai. Estes selos são actualmente conhecidos como os “Missionários Hawaianos” porque eles eram frequentemente usados pelos missionários americanos que viviam no arquipélago quando enviavam a sua correspondência para o continente.
Os selos eram produzidos em Honolulu com três valores faciais diferentes (2 cêntimos, 5 cêntimos e 13 cêntimos). O papel usado na produção deste selos era de fraca qualidade, razão pela qual existem actualmente muito poucos exemplares desta edição. Os mais raros destes selos são os de valor facial de 2 cêntimos, havendo conhecimento da existência de apenas 16 exemplares em todo o mundo. O valor actual de um exemplar não usado é de cerca de 760000 dólares, ao passo que o de um exemplar usado é de cerca de 225000 dólares.

Os selos mais valiosos do mundo

Março 15, 2006

Franklin z-grill

Ano de emissão (1867)

Este é o selo mais raro dos Estados Unidos, havendo conhecimento da existência de apenas dois exemplares. O selo tem estampada a efígie de Benjamin Franklin e tem gravado em relevo um padrão de quadrados minúsculos que dá pelo nome de Z-Grill. A ideia por trás desta grelha era permitir que a tinta do carimbo fosse absorvida pelo papel do selo evitando assim a sua lavagem e posterior reutilização indevida. O uso das Z-Grills revelou-se pouco prática e em breve acabaria por ser interrompida.
Um exemplar deste selo foi vendido em 1988 por 930 mil dólares.

Dia Internacional da Mulher

Março 8, 2006

Celebrado pela primeira vez em 1909 nos EUA, o Dia Internacional da Mulher representa a memória de quase um século de luta pela igualdade, justiça, paz e desenvolvimento. Muito mudou num século, muitas conquistas foram alcançadas, especialmente nas sociedades ocidentais, mas as diferenças subsistem e portanto, é importante lembrar.

Os selos mais valiosos do mundo

Fevereiro 24, 2006

Black on magenta

Ano de emissão (1856)

No século XIX na Guiana Britânica, os selos eram trazidos de Inglaterra, mas quando em 1856 o stock de selos no arquipélago se esgotou, o administrador do correios locais viu-se forçado a pedir ao editor de um jornal de Georgetown que procedesse à emissão de uma série para acudir àquela urgência.  Esta série foi constituída por selos de 1 cêntimo (para os jornais) e por selos de 4 cêntimos (para a correspondência) e, ao contrário do habitual, os selos de valor facial igual foram imprimidos em cor e papel iguais. Os selos têm uma forma octogonal e foram impressos com tinta preta sobre papel de cor magenta. Dada a reduzida qualidade da impressão dos selos, o administrador dos correios pediu aos seus funcionários, como medida de segurança, que escrevessem as suas iniciais nos selos antes de os vender. Além de ser um dos selos mais caros do mundo, o Black on Magenta de 1 cêntimo da Guiana Britânica é também um dos mais raros. Em 1970, um exemplar (julga-se que o único) foi adquirido por um coleccionador pelo valor de 240 mil dólares, e cerca de 10 anos mais tarde, o mesmo selo voltaria a ser vendido num leilão por 935 mil dólares. Entretanto, os Black on Magenta de 4 cêntimos da mesma série, têm valores que variam entre os 7 e os 60 mil dólares.

Os selos mais valiosos do mundo

Fevereiro 21, 2006

Post office mauritius

Ano de emissão (1847)

Em 1847, o governador das Ilhas Maurícias, uma colónia britânica no Oceano Índico, decidiu proceder à emissão dos primeiros selos postais daquele território. A escolha para a produção dos dois selos (um de um pence e outro de dois pence) recaiu sobre o relojoeiro da capital Port Louis. Durante a preparação para a impressão dos selos, o relojoeiro, por engano, imprimiu as palavras Post Office em vez de Post Paid. Quando o erro foi detectado, já mais de 200 cópias dos selos tinham sido vendidas. Estima-se que cerca de 30 exemplares desses selos tenham chegado aos nossos dias e o valor de cada uma está estimado em cerca de 600 mil dólares – ou mais, dependendo do estado de conservação de cada exemplar. Em 1993, um conjunto de dois destes selos foi vendido pela quantia de 3.8 milhões de dólares, o valor mais elevado alguma vez pago até essa altura por um item filatélico.

Os selos mais valiosos do mundo

Fevereiro 21, 2006

Sweden three skilling banco, yellow color error

Ano de emissão (1855)

O selo de 3 xelins foi emitido na Suécia em 1855. Graças a um erro, o selo foi imprimido em papel amarelo (que deveria ser usado no selo de 8 xelins) em vez do seu habitual papel verde. Uma cópia desta variedade amarela do selo foi encontrada em 1885 por um jovem sueco na colecção do seu avô. Até hoje, nenhuma outra cópia desse selo foi encontrada, o que torna este exemplar único! Em 1996, um coleccionador anónimo adquiriu essa preciosidade pela espantosa quantia de 2,3 milhões de dólares.

Nota: Em 1776, a divisa sueca era o Daler real (Riksdaler) e este dividia-se em 48 xelins (Skillings) e um xelim dividia-se em 16 runes (Runstycken). Em 1855, têm lugar duas reformas no sistema monetário sueco; a entrada em vigor do Riksdaler Riksmynt e a troca para o sistema decimal em que um Riksdaler Specie é igual a 4 Riksdaler Riksmynt e este igual a 100 öre.

Homens e Mulheres

Fevereiro 16, 2006

Espero q o Matt Groening não se incomode com o facto de eu estar a publicar isto. A propósito, Matt Groening é o criador de (entre outras coisas) The Simpsons.

WOMEN SPEAK IN ESTROGEN AND MEN LISTEN IN TESTOSTERONE
by Matt Groening

RELATIONSHIPS:
When a relationship ends, a woman will cry and pour her heart out to her girlfriends, and she will write a poem titled "All Men Are Idiots". Then she will get on with her life. A man has a little more trouble letting go. Six months after the break-up, at 3:00 a.m. on a Saturday night, he will call and say, "I just wanted to let you know you ruined my life, and I’ll never forgive you, and I hate you, and you’re a total floozy. But I want you to know that there’s always a chance for us." This is known as the "I Hate You / I Love You" drunken phone call, and 99% of all men have made at least once. There are community colleges that offer courses to help men get over this need.

SEX:
Women prefer 30-40 minutes of foreplay. Men prefer 30-40 seconds of foreplay. Men consider driving back to her place as part of the foreplay.

MATURITY:
Women mature much faster than men. Most 17-year old females can function as adults. Most 17-year old males are still trading baseball cards and giving each other wedgies after gym class. This is why high school romances rarely work out.

MAGAZINES:
Men’s magazines often feature pictures of naked women. Women’s magazines also feature pictures of naked women. This is because the female body is a beautiful work of art, while the male body is lumpy and hairy and should not be seen by the light of day. Men are turned on at the sight of a naked woman’s body. Most naked men elicit laughter from women.

HANDWRITING:
To their credit, men do not decorate their penmanship. They just chicken-scratch. Women use scented, colored stationery and they dot their "i’s" with circles and hearts. Women use ridiculously large loops in their "p’s" and "g’s". It is a royal pain to read a note from a woman. Even when she’s dumping you, she’ll put a smiley face at the end of the note!!!

BATHROOMS:
A man has six items in his bathroom-a toothbrush, shaving cream, razor, a bar of Dial soap, and a towel from the Holiday Inn. The average number of items in the typical woman’s bathroom is 437. A man would not be able to identify most of these items.

GROCERIES:
A woman makes a list of things she needs and then goes out to the store and buys these things. A man waits till the only items left in his fridge are half a lime and a beer. Then he goes grocery shopping. He buys everything that looks good. By the time a man reaches the checkout counter, his cart is packed tighter than the Clampett’s car on Beverly Hillbillies. Of course, this will not stop him from going to the 10-items-or-less lane.

CATS:
Women love cats. Men say they love cats, but when women aren’t looking, men kick cats.

LAUNDRY:
Women do laundry every couple of days. A man will wear every article of clothing he owns, including his surgical pants that were hip about eight years ago, before he will do his laundry. When he is finally out of clothes, he will wear a dirty sweatshirt inside out, rent a U-Haul and take his mountain of clothes to the laundromat. Men always expect to meet beautiful women at the laundromat. This is a myth perpetuated by re-runs of old episodes of "Love, American Style."

THE TELEPHONE:
Men see the telephone as a communication tool. They use the telephone to send short messages to other people. A woman can visit her girlfriend for two weeks, and upon returning home, she will call the same friend and they will talk for three hours.

RICHARD GERE:
Women like Richard Gere because he is sexy in a dangerous way. Men hate Richard Gere because he reminds them of that slick guy who works at the health club and dates only married women.

MADONNA:
Same as above, but reversed. Same reason.

LOCKER ROOMS:
In the locker room men talk about three things: money, football, and women. They exaggerate about money, they don’t know football nearly as well as they think they do, and they fabricate stories about women. Women talk about one thing in the locker-sex. And not in abstract terms, either. They are extremely graphic and technical, and they never lie.

MOVIES:
Every actress in the history of movies has had to do a nude scene. This is because every movie in the history of movies has been produced by a man. The only actor who has ever appeared nude in the movies is Richard Gere. This is another reason why men hate him.

TIME:
When a woman says she’ll be ready to go out in five more minutes, she’s using the same meaning of time as when a man says the football game just has five minutes left. Neither of them is counting time outs, commercials, or replays.

FRIENDS:
Women on a girl’s night out talk the whole time. Men on a boy’s night out say about twenty words all night, most of which are "Pass the Doritos or Got any more beer?"

RESTROOMS:
Men use restrooms for purely biological reasons. Women use restrooms as social lounges. Men in a restrooms will never speak a word to each other. Women who’ve never met will leave a restroom giggling together like old friends. And never in the history of the world has a man excused himself from a restaurant table by saying, "Hey, Tom, I was just about to take a leak. Do you want to join me?"

Provérbios e adivinhas

Fevereiro 15, 2006

"As surpresas acontecem quando menos se espera"

É bem verdade, de outro modo, não seriam surpresas. Centenas de provérbios e adivinhas, milhares de citações, tudo em língua portuguesa! Conferir aqui.