Resultados das eleições legislativas

Os resultados finais das eleições legislativas estão disponíveis aqui. Nesses resultados vejo os seguintes aspectos:

Positivo –

  • Não há governo de maioria absoluta, a não-governabilidade do país sem maiorias absolutas é um mito criado por políticos que fogem das responsabilidades inerentes à governação;
  • A oposição terá maior poder de influência nas políticas do governo;
  • Um dos pequenos partidos fora do “grupo dos cinco” (PCTP/MRPP) obteve uma votação bastante respeitável – a responsabilidade aqui é sobretudo da comunicação social pelo modo parcial como trata os vários partidos políticos.

Negativo –

  • O parlamento continua entregue aos mesmos grupos de interesses, nenhum dos pequenos partidos fora do “grupo dos cinco” consegui eleger deputados à Assembleia da República;
  • No distrito de Lisboa, os votos em branco seriam suficientes (ou quase) para eleger um deputado. Embora esses votos tenham um significado como demonstração de descontentamento, talvez fossem mais úteis para esse fim se fossem usados para a eleição de deputados dos partidos sem assento na Assembleia da República;
  • A abstenção cresceu em valores absolutos (houve menos votantes do que há 4 anos) e representa, nesta eleição, uma faixa da população maior do que a do partido mais votado (embora seja díficil saber se o número de eleitores é real).

Que outros aspectos merecem relevância?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: